terça-feira, junho 29, 2010

DESTAQUE POESIARTE DE JUNHO


A poesiarte apresenta: Cris Dakinis, é a poetisa destaque da COMUNIDADE POESIARTE do mês de junho.

*Nome:Ana Cristina Gomes (Cris Dakinis)
*Cidade: São Pedro da Aldeia-RJ.
*Data de nascimento: 13 de dezembro de 1966.
*Cidade que representa: São Pedro da Aldeia-RJ.
*Atividades: Poeta. escritora, professora e Membro Correspondente da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo-RJ.
*Email: crisdakinis@gmail.com


-Vejamos uma poesia de sua autoria: 



IDEIAS AO VENTO

Minha mente ultrapassa o perto ...

Ao largo do onde, do modo, do tempo
Decide rápido e certo; outrora, incerto
Daí, revoadas em meu pensamento

Ideias são frutos a todo momento ...
Umas de instante; muitas distantes
Pois elas escapam e dançam ao vento
Perigo entendê-las: rebeldes, errantes

Razão que reclama chama-me a tempo
de meditar, refletir, sem vagar: com sossego
Mas minhas ideias que dançam ao vento,
disparam, desprendem, desprezam o apego

Detê-las ou prendê-las: inútil intento ...
Pois eu mal as tenho, e escapam de mim
Viajem, ideias ! Que dancem ao vento !
Levando-me em asas de sonhos sem-fim. 


(Cris Dakinis)

domingo, junho 27, 2010

UMA CHARGE DE ZEL PARA REFLETIRMOS!

POESIARTE EM FOCO DE ZEL




O apelo do meu eu

Trato a tristeza e a alegria com igual profundidade.  
O medo me acompanha independente do meu  
Habitar emocional.
 Olhando no espelho o pavor do tempo se reflete
Na minha fisionomia.

 Conforme o tempo passa,
Piso na terra com mais força.  
Para tentar deixar impressões  
De modo que o tempo não apague  
E tentar vencer o medo de cada dia
De caminhada.

 Quarenta se foram, quais são as certezas  
De contar com mais?  
A morte paira no meu pensamento.  
Amiga nas horas de reflexões sobre a vida.  
Claro que contesto sempre os seus porquês.

 A solidão existe, mesmo cercado por pessoas...
 O silencio esta dentro da minha cabeça,
 Mesmo com todo barulho a ressonar na rua.
 Sei que a verdade se encontra nos extremos,
 Não se encontra só em mim, pois até o tempo
 Que hora é cruel, também é sábio.

( José Luiz de Souza Silva - conhecido como Zel)

sexta-feira, junho 25, 2010

DA SÉRIE FRASES ILUSTRADAS DO CEÓ

 


*Renato Russo
(1960 - 1996) 
Poeta e músico brasileiro.

*Carlos Otávio (Ceó Pontual)
Ilustrador e  designer gráfico.
Natural de Recife-PE.

*Ceó Pontual estará abrilhantando mensalmente o blog POESIARTE com suas frases ilustradas e brevemente será o nosso entrevistado!



domingo, junho 20, 2010

MEMÓRIARTE

*Carro alegórico da Sociedade Musical Santa Helena, com o destaque Vera Lúcia Mendes dos Santos, no desfile cívico do dia 13 de novembro de 1965, aniversário de Cabo Frio.


*Foto contida e digitalizada  do livro "Trajetória da Sociedade Musical Santa Helena" de Célio Mendes Guimarães.


sexta-feira, junho 18, 2010

HOMENAGEM PARA JOSÉ SARAMAGO


 (1922-2010)

* José de Sousa Saramago 
(Azinhaga, Golegã, 16 de Novembro de 1922 — Lanzarote, 18 de Junho de 2010) foi um escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português.  
Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998.  
Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prêmio literário da língua portuguesa. Saramago é considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa. O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Jardineiro Fiel e Cidade de Deus).  
Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objeto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha. 
Nasceu na província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, é membro do Partido Comunista Português e foi diretor do Diário de Notícias.  
Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC).  
Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu em Lanzarote, nas Ilhas Canárias.



Elefante português
(Homenagem ao escritor e poeta José Saramago)

Um mestre das palavras.
O dia está triste.
O céu alegre.
O inferno atormentado.
Os versos...agora são lembranças
De um passado recente.
O dia está com sal e amargo,
Agora a alma sobe 
E quem sabe um até logo
Faz José Saramago.

A língua portuguesa perde...
A sua herança é enorme...
Espero que ninguém fique cego,
Pois acredito que ainda devo muito ler
Aos olhos de Cristo e da lucidez 
Do Elefante português,
Que me guiará nas palavras do seu mago evangelho.

Amém!

(Rodrigo Poeta*- 18/06/10)
*Membro da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo-RJ.





Science-fiction I


Talvez o nosso mundo se convexe
Na matriz positiva doutra esfera.

Talvez no interspaço que medeia
Se permutem secretas migrações.

Talvez a cotovia, quando sobe,
Outros ninhos procure, ou outro sol.

Talvez a cerva branca do meu sonho
Do côncavo rebanho se perdesse.

Talvez do eco dum distante canto
Nascesse a poesia que fazemos.

Talvez só amor seja o que temos,
Talvez a nossa coroa, o nosso manto.


(In OS POEMAS POSSÍVEIS, Editorial CAMINHO, Lisboa, 1981. 3ª edição)

*Quer saber mais sobre ele entre no link:

terça-feira, junho 15, 2010

ARTIGO DE RODRIGO POETA



 PRINCIPAL ARTISTA DA COPA: A JABULANI

Nunca se falou tanto de uma bola de futebol em uma Copa do Mundo. A Jabulani nome batizado pelos sul-africanos para a bola do evento principal do futebol é sem dúvida alguma a grande atração.
Seu nome significa CELEBRAÇÃO.  É o verbo celebrar que está fazendo contagiar os sul-africanos e o mundo na primeira competição futebolística mundial no continente africano.
 Elogiada, criticada e até beijada,  a bola nesta Copa se tornou personagem.
Uma personagem mística, fabulosa, odiada e claro aclamada pela multidão no mundo, no simples prazer de vê-la dentro do gol!
Merecedora de um Oscar, ela corre pelos gramados em lances divinos de super-heroína e de lances maldosos de grande sofredora...
Lances divinos que lhe faz ser agraciada com o futebol arte.
Lances maldosos feitos pelos pernas de paus do futebol sem arte alguma...
Pegada pelo goleiro, pelo lateral, pelo capitão ,enfim até na comemoração de um gol...
Cobiçada por todos até pelos gandulas...e árbitros.
 Numa Copa na terra de Mandela, onde o Apartheid não figura mais , mas CELEBRA uma nova atração: A JABULANI!
Celebração que nos faz esquecer por um momento as mazelas da vida e que ela, a bola, seja aclamada pelas vozes dos poetas, narradores de alma, e claro pela nostálgica multidão a fora!
 Salve Mandela! Salve JABULANI!






















(Rodrigo Poeta*)
*Membro da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo-RJ.


-Vejam o vídeo da música tema da Copa:


DA SÉRIE TIRINHAS DA MAFALDA DE QUINO

segunda-feira, junho 14, 2010

MUSA POESIARTE

*Poema dedicado a Thaina.


O sentido do Amor

Às vezes a vida só faz sentido,
Quando conhecemos o Amor.
O amor nos faz conhecer
O sentido da vida!

Então um dia
Se não for para ter Amor,
Também não teremos o sentido
De viver.

Se hoje eu vivo
É por que amo você!

(Lucas Rayder)

domingo, junho 13, 2010

DA SÉRIE DUETOS POÉTICOS



Uma lua e dois corações 


A tela está sendo preenchida,
Não o coração.
A lua não está completa
E mesmo assim brilha na imensidão.


Iluminando meu caminho
Na procura de alguém para completar
Este coração que anda sozinho
Querendo alguém para amar.


Os versos vão saindo
Na noite um coração sozinho
E outro também em desalinho,
Que até hoje não se encontraram no caminho.


Para quem sabe completar
Um coração sem alegria,
Que espera encontrar
Um novo amor no nascer do dia.


(Rodrigo Poeta e Ana Paula – 24/05/10)
















*Rodrigo Poeta.
*Cidade: Cabo Frio-RJ.
*Membro da A.C.L.A.C de Arraial do Cabo-RJ.














*Ana Paula Marinho.
*Cidade: Cabo Frio-RJ.

sábado, junho 12, 2010

ARTIGO DE LÍLIAN LOPES


 *Tela de título "Caminho" 
do artista plástico Roldão Aires.



ESCOLHAS

É engraçado pensar em cometemos ao longo da vida...
Ando arrumando a minha casa e tenho pensado muito nas escolhas que fiz.
Para as escolhas não pensadas, dei o apelido de aprendizado...
Às escolhas certas, apelidei de CRESCIMENTO!
Arrumando a casa percebi que aprendi muito com determinadas escolhas...
 Isso me possibilitou o crescimento...
Com o aprendizado, conheci o perdão...
Aprendi a pedir perdão, a perdoar e principalmente a aceitar...
Aceitar a liberdade de escolha;
Aceitar as perdas;
Aceitar de braços abertos, àquilo que a vida traz...
Com o crescimento aprendi a gratidão...
Ser grata pela vida;
Ser grata pela saúde;
Ser grata à oportunidade de recomeçar a cada dia...
Exercitando o perdão e a gratidão, aprendizado e crescimento, a vida caminha de forma positiva...
Não que a tristeza e a dificuldade deixem de existir, mas a esperança as torna irrisórias...
Se eu me sinto feliz hoje? Feliz como nunca...
Se eu nunca mais vou chorar? Não alimento essa ilusão... (risos)
 A vida está acontecendo o tempo todo, nos resta vivê-la plenamente...






















*Lílian Lopes - pensadora do mundo e formada em história pela UVA.

domingo, junho 06, 2010

O DESCASO É DE QUEM?

*Areia negra...Vandalismo...Descaso de quem?


*Estrutura em ruínas!


*Cerca no chão...




Cerca no chão...




*O que restou do Morro do Índio (Duna Preta), um dos mais importantes sambaquis da região.




*O que restou do Morro do Índio (Duna Preta), um dos mais importantes sambaquis da região.




*Depredação...Vandalismo...O descaso é de quem?


*Arte na parede...Ruínas de um Cartão Postal!


*Vai cair...


*Dói em ver minha praia assim...


*Até quando o homem vai brincar de Deus e colocar a culpa nele!
O descaso é de todos NÓS! Somos incompetentes, pois estamos perdendo o melhor de nossa vida: 
A NATUREZA!

*Todas as fotos foram tiradas por Rodrigo Octavio Pereira de Andrade (Rodrigo Poeta) no dia 04/06/10 na Praia do Forte nas imediações do Malibu e na Duna Preta (Morro do Índio)  na cidade de Cabo Frio-RJ.

*Câmera usada:
-Sony Cyber-shot digital 5.1 mega pixels.
*Rodrigo Poeta é Membro da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo-RJ.

sábado, junho 05, 2010

ENTREVISTA COM NATHÁLIA OLIVEIRA


*Nome: Nathália Paulino Oliveira.
*Cidade de origem: Rio de Janeiro-RJ.
*Data de nascimento: 04/10/1988.
*Atividade: Estudante de Biblioteconomia da UNIRIO, cursando período o 7º período.





- Vejamos a entrevista feita com Nathália Oliveira por Rodrigo Poeta:

1-Qual o papel do bibliotecário?

*Nathália: Bem, na minha concepção o bibliotecário age como ponte entre a informação e os usuários das unidades de informação, bibliotecas, etc. O bibliotecário não é apenas um "guardador" de livros, nós filtramos a informação, concedendo ao receptor apenas o que é pertinente em sua pesquisa.

2-Por que no nosso país ainda vemos cenas do tipo: livros no lixo, livros nas estantes esquecidos?

*Nathália: Infelizmente o hábito da leitura não foi e ainda não é devidamente incentivado. O brasileiro lê muito pouco. Se compararmos com demais países Sulamericanos, em que cada pessoa lê em média 10 livros por ano, veremos que estamos longe desse índice. Os brasileiros leem cerca de 4 livros por ano. As pessoas em nosso país tratam o livro como um simples objeto, e não como uma fonte de informação, que com os devidos cuidados, durará por séculos.

3-Ler é primordial?

*Nathália: Sim. É inquestionável que a leitura é primordial na formação de qualquer indivíduo. Quem lê escreve melhor, se comunica melhor, se torna formador de opinião e consequentemente um canal informacional: quem lê, não guarda apenas para si, mas transmite os conhecimentos adquiridos a outrem. Muita gente desconhece os efeitos terapêuticos da leitura. Quem lê muito exercita o cérebro, e existem estudos que comprovam que quem lê muito está menos propenso a desenvolver doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson.

4-O que fazer para o brasileiro ler mais?

*Nathália: O hábito da leitura deve ser gerado dentro de casa. Não adianta programas de leitura apenas nas instituições de ensino, se ao chegar em casa, o estudante não tem essa prática estimulada. Outro fator que também creio ser um impecílio para a leitura do brasileiro é a falta de boas bibliotecas públicas. Os livros, em suporte papel, ainda são bastante caros, e a maior parte da população não tem condições de adquiri-los, uma alternativa são as bibliotecas públicas. Estas, porém, na maioria das vezes possuem acervos mal conservados, desatualizados e um ambiente nada aconchegante, o que afasta os leitores. O MEC deveria investir mais em bibliotecas: tanto na criação de novas, como na manutenção das já existentes.

5-Quais os escritores que você mais admira?

*Nathália: Sou apaixonada pelo Realismo e Naturalismo. Eça de Queiróz, Machado de Assis, Gustave Flaubert e Guy de Maupassant são meus autores preferidos desse período.
Mas também admiro os mestres Fiodor Dostoiévisk, Dumas Filho e Charles Dickens. Claro que as mulheres não ficam de fora: sou fã de Jane Austen e Emily Brontë. Entre os autores do Século XX, admiro o Sidney Shledon, José Saramago e Luís Fernando Veríssimo.

6-Que livro você indicaria e não  está entre os bestsellers e nem na lista dos mais vendidos? Explique.

*Nathália: "Seis contos da Era do Jazz e Outras Histórias" de Scott Fitzgerald. São narrativas curtas, cheias de vida e brilhantismo do autor. Um filme que fez bastante sucesso em 2009, "O curioso caso de Benjamin Button" é "baseado" em um dos contos de Fitzgerald. Vale muito a pena ler, os contos são absurdamente envolventes.

7-Quais as maneiras para se conservar livros raros e antigos?

*Nathália: Existem profissionais especializados em técnicas de conservação e restauração de livros raros e antigos. A Biblioteca Nacional possui um setor de obras raras, onde está a "Bíblia de Mogúncia", de 1462. Essa obra foi digitalizada, bem como outras obras raras. A Biblioeca Nacional, possui salas cofres, e as obras raras são microfilmadas e digitalizadas e disponibilizadas em formato PDF; evitando assim, o manuseio excessivo, que deteriora as obras que são extremamente delicadas.

8-Já realizou algum projeto?

*Nathalia: Fiz parte do grupo "Contadores de Histórias", um grupo formado de estudantes, que contam histórias e oferecem oficinas de artesanato para as crianças do Instituto Benjamin Constant, no Rio de Janeiro.

9-Como você vê esse paradoxo tecnologia (internet) x livro?


*Nathália: A internet é uma ferramenta maravilhosa que possibilita que a informação e o conhecimento sejam trocados de forma rápida. Porém, nem tudo o que se encontra na internet é de fonte confiável, pois não passa por processos rigorosos de avaliação. Já os livros apresentam informações concretas e fieis, pois passaram pelos devidos mecanismos científicos de avaliação.

10-Por que os livros de auto-ajuda hoje em dia são os mais  vendidos?


*Nathália: Na minha opinião, a dinâmica do século XXI fez com que as pessoas desejem tudo de imediato. Os livros de auto-ajuda apresentam soluções rápidas, às vezes imediatas. Muitos não querem perder tempo pensando em formas de solucionar os problemas.

11-Deixe uma mensagem para posterioridade:

*Nathália:  Bem, há um tempo atrás, li uma declaração de Keith Richards, guitarrista da banda Rolling Stones, e acho que é uma verdade universal: "Quando você cresce, há duas instituições que o afetam especialmente: a Igreja, que pertence a Deus, e a biblioteca, que pertence a você."