segunda-feira, setembro 30, 2013

UMA CHARGE PARA REFLETIRMOS!

*CHARGE DE LATUFF.

PAÍS DA VERGONHA!

DESTAQUE POESIARTE DE SETEMBRO


*A poesiarte apresenta: Rubem Leite, poeta mineiro que é o destaque da Comunidade POESIARTE do mês de setembro.

*Nome: Rubem Leite.
*Natural de Belo Horizonte.
*Representa a cidade de Ipatinga/MG.
*Nasceu em 25 de setembro de 1968.
*Atividades: Escritor e ativista cultural.


-Vejamos um poema de sua autoria:




SUTIS ESCOLHAS

(Obax anafisa)

Há muito vento nas copas das árvores
Mesmos as sem folhas não estão imóveis
Algumas ao sabor dos ventos
Outras saboreando os ventos.

Ah! Que vontade de chorar
Reclamar
Blasfemar
Gritar
Lamentar
Mas para quê?
Minha angústia não se calará
Minha insatisfação não se saciará
Minha incapacidade não se capacitará
Minha dor não se aliviará
Meus resmungos não se inquietarão
Talvez até me alivie
Como solitário que se auto-alivia na solidão
Mas a origem de tudo
Não deixará de ter me consumido.

O ar está carregado de pó
Cheirá-lo ou aspirar flores
Ou sentir o toque do vento em meu corpo
São livres arbítrios encantadores
Ou aterradores.

(Rubem Leite)


segunda-feira, setembro 23, 2013

TERCEIRIZAÇÃO: O CAOS DO BRASIL (PARTE 2) POR RODRIGO POETA


TERCEIRIZAÇÃO: O CAOS DO BRASIL
(PARTE 2)

UM PAÍS QUE TERCEIRIZA
SEU POVO
NÃO DEVE SER RESPEITADO!

      O povo terceirizado é humilhado, é descriminado e sofre ameaça pelo empregador (político/empresário escravizador).
      A educação do país é exemplo claro dá terceirização. Em cidades interioranas o número de contratos é exorbitante. Afinal quanto mais contratos (terceirizados) se dá, mais o povo fica nas mãos dos corruptores (síndicos da escravidão).
      No futebol a terceirização também é grande, pois os clubes em sua maioria são reféns dos empresários (traficantes), que lucram com precoces talentos, que vão tentar a sorte no exterior.
      Terceirizar no Brasil é lucro. Ter o povo nas mãos também!
       Este é o reflexo de uma nação, onde a lei da impunidade é transparente para quem quer ver.
      Palavras como: ética e cidadania estão esquecidas, pois o que importa é a chuva cair e o esgoto ir para os rios e lagunas, porque o sistema só funciona em tempo seco. Afinal com chuva e guarda-chuva Made in China não dá!
      Empresas lucram, terceirizam com aval dos grandes que elegemos em quatro em quatro anos.
      Deste modo, abra os olhos senão será operado para tirar o ovário, sendo homem ou a próstata, sendo mulher...
       Assim caminha a terra brasilis da terceirização, pois aqui é o terceiro mundo e ponto final.

Rodrigo Octavio Pereira de Andrade
Acadêmico e escritor cabo-friense


sábado, setembro 21, 2013

TERCEIRIZAÇÃO: O CAOS DO BRASIL POR RODRIGO POETA



TERCEIRIZAÇÃO: O CAOS DO BRASIL
(PARTE 1)


    
      O brasileiro é um povo forte e rico em sua grandeza cultural, mas infelizmente vive a mercê da escravidão (terceirização) imposta pelo FMI, EUA e pelos países da UE.
      Tudo que é bom vai para o estrangeiro e as migalhas ficam conosco.
      Nossa educação é uma farsa, vive a cada dia mais doente, só que a saúde coitada, já está na UTI há muito tempo.
      Um país forte não importa médicos aposentados da Europa e nem médicos cubanos em regime semi-escravo.
      A família brasileira também está terceirizada.
      As manifestações são tempestade em copo d’água, que vem e passa, para que a corrupção continue a dar risada aos braços da inflação e dos juros.
      Afinal, num país terceirizado deve-se deixar o povo dependente das dívidas, do caos da violência e dos presídios superlotados.


Rodrigo Octavio Pereira de Andrade (Rodrigo Poeta)
Acadêmico e escritor cabo-friense.

      

domingo, setembro 15, 2013

UMA CHARGE PARA REFLETIRMOS!

*CHARGE DE CASSO!
- Link do autor:

A LOJA POR CUNHAMBEBE


A LOJA


             Numa recente loja de Sucupira City inaugurada após a festa de Momo, já recebeu cerca de 50 currículos de nativas e não nativas da tribo para busca de trabalho. A trabalho tá e não mordomia como na capital de Detrito da Nação Tupiniquim, onde o plano é alto (o ganho). 
           A nossa terra amada, assim versava Santinho do Cabo, da Aldeia e do Frio não tem vaga para esta jovens sucupirense e forasteiras de tribos vizinhas e nem segurança, pois Pajé está no Céu e nós...USCAAAAAAA. 
            A recente loja com seis meses de vida (na UTI do UPA LÊLÊ) já foi vítima do caos, ou melhor, já foi assaltada duas vezes uma por um bandoleiro do crack e outra por uma oxigenada do Manuel também conhecido com senhor LIXO. 
             No caso do bandoleiro do crack a cena foi a seguinte:

             - Só quero os relógios senhoritas!
             - Não vou molestar nenhuma das duas!
             - Só quero os relógios, pois preciso comer biscoito CRACK.

              Mais um caso quase verdade de SUCUPIRA CITY, onde até Nossa Senhora da Guia quase foi assaltada, pois segurança é vigia e emprego é cabide, GALO!

*DA SÉRIE CASO QUASE VERDADE EM SUCUPIRA CITY!



CUNHAMBEBE
Herdeiro de Pajé Xamã Alienista e defensor das tribos das letras agudas de Sucupira City e redondezas ancestrais.
            

segunda-feira, setembro 09, 2013

LIVRO POESIARTE CHEGA A CIDADE DE IPAUSSU/SP


*Através do maravilhoso projeto BIBLIOTECA NA ESCOLA - ACERVO MODERNO, ALUNO LEITOR do professor Antonio Gimenez de Ipaussu/SP, o livro do POESIARTE do escritor cabo-friense chega a Biblioteca da Escola Municipal Amador Bueno de Ipaussu/SP.

-Veja algumas fotos:

*POESIARTE AGORA
EM IPAUSSU/SP.

*A ALUNA YASMIM CABRAL
COM O LIVRO POESIARTE
EM MÃOS!


*PARTICIPE DESTA LINDA INICIATIVA DESTE GRANDE PROFESSOR.

-ENVIE OS LIVROS PARA:

E.M. Amador Bueno
A/C: Prof. Antonio Sancho Gimenez Macedo
Praça Dr. Raphael de Souza, 270 Centro
Cep: 18950-000
Ipaussu-SP.


"Eu acredito na educação, onde a leitura esteja em primeiro plano e que toda instituição escolar tenha um acervo para que o estudante possa optar a ler o que mais cativa numa biblioteca."

(Rodrigo Poeta - escritor cabo-friense)



quinta-feira, setembro 05, 2013

UMA CHARGE PARA REFLETIRMOS!

*CHARGE DE CASSO!
-LINK DO AUTOR:

PROJETO QUERO MAIS ÁRVORES NA MINHA CIDADE

*MATARAM MAIS UMA 
NA RUA JORGE LÓSSIO
EM CABO FRIO/RJ.

*QUERO UMA CIDADE ARBORIZADA, VERDE E COM JARDINS BONITOS! MENOS UMA SOMBRA! QUANTO TEMPO DEMOROU PARA CRESCER!

*ENVIE FOTOS, CHARGES, TEXTOS E VÍDEOS PARA:

poesiarte@hotmail.com

*Foto: Rodrigo Poeta.
*Data: 05/09/13.
*Câmera: SONY HD MOVIE - 16.1 MEGA PIXELS.

O VIL POR RODRIGO POETA


O VIL


     Este indivíduo é um ser “efêmero” em suas atitudes. Guarda das suas origens as mágoas em vez de contemplar o seu saber e sua glória adquirida.
     A inveja o consome. Acha-se o dono do mundo, fere as pessoas em sua volta.
     Em vez de utilizar sua sabedoria conquistada com o tempo, transforma-a em intrigas e ofensas. O sorriso não existe para este homem amargurado pela mesquinhez.
      Afinal o vil é vaidoso e precisa de uma plateia para assistir o seu teatro de horrores, onde usa da loucura para intimidar os fracos de espírito.
      Guarda o rancor, sua face é o refletir do ser humano que é. Quando sua máscara cai, todos ficam perplexos, pois este paradigma não era esperado ou então era acobertado pelo poder da influência e compra.
      Deste modo, a inveja, a vaidade, o poder, o rancor e o pessimismo são marcas deste ser. É uma pena, que existam pessoas subjugadas ao vil. Pessoas que se contentam com falsas palavras e com migalhas. A inércia dos humildes, simples e de coração bom, faz deste indivíduo a se multiplicar como praga na sociedade.
      Nos versos da escritora Neri França em seu poema Ser Honesto mostra isto: “Não há caridade, / Onde não há honestidade.”
      Com isto, traça-se o perfil psicológico e sociológico do homem vil.


Rodrigo Octavio Pereira de Andrade
Escritor cabo-friense e Presidente da Academia Cabista Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo/RJ.