sábado, fevereiro 03, 2007

POESIARTE EM FOCO DE RODRIGO POETA


A poesiarte apresenta: Rodrigo Octavio Pereira de Andrade (Rodrigo Poeta). Poeta, professor, pesquisador e cabo-friense.


Vejamos um texto de sua autoria, que foi publicado no site "Crônicas Cariocas":


"Apartheid Camuflado"

Vivemos em um apartheid camuflado,
Diferente do sanguinário apartheid da África do Sul.
Um apartheid, que não vemos,
Mas existe aos olhos apocalípticos
Dos que enxergam longe ou até perto demais,
O preconceito racial bem apostolicamente
Frio e decidido.
Somos uma nação,
Que nasceu escrava na colonização.
Somos uma mistura de negro, nativos desta terra (os índios)
E ‘brancos’ devastadores do Ocidente.
Demarcaram a nossa pele,
Criaram rótulos mesquinhos
Entre o passado das chibatas ao presente
Das balas de fuzis.
O quilombo virou favela,
A favela quilombo dos pobres e excluídos
Desta nação mestiça.
Não temos Martin Luther King,
Malcolm X, Gandhi e nem Dalai Lama.
Temos Zumbi, João Cândido, Ganga Zumba,
Anastácia e os nativos da língua tupi-guarani.
Somos uma nação multicultural,
Que carrega nos braços o preconceito multiracial.
Castro Alves, Teixeira e Souza, Lima Barreto,
Machado de Assis são só nomes que figuram na luta
Contra o pré-conceito do conceito do preconceito.
Versos testemunham
Ainda as origens dos atabaques,
Dos orixás, dos arcos e flechas dos índios
Tamoios, que viveram um dia aqui.
As oferendas são versos,
Mas o Apartheid Camuflado,

Continuará aos olhos perplexos
De uma criança dentro de nós

Ao vento da vida e de nossa luta incansável

Pela liberdade dentro desta pseudo-democracia.



(Rodrigo Poeta)



http://www.cronicascariocas.com.br/poesias_rod_poeta.html

Um comentário:

doradimolitsas disse...

Meu amigo
Rodrigo
Seu trabalho poético tem conotação
De construtor. Lapidando mentes
e deixando mensagem de grandeza
e sabedoria.Parabéns
Obrigado por sua gentileza de
Publicar o poema Tiradentes.
Abraços da amiga Dora