quarta-feira, maio 16, 2007

POESIARTE EM FOCO DE SÔNIA PORTO


A poesiarte apresenta: Soninha Ferraresi Porto. Poeta de Porto Alegre-RS.

Vejamos uma poesia de sua autoria:


"Quintana"


Esse velho que se arrasta,
Pelas praças, ruas da minha cidade,
As roupas cheias de traças,
Na cabeça as verdades.

Que agudeza de espírito!
Sutileza no olhar,
Quer ser maldito,
Mas trás leveza no ser, no seu andar.

Encanta-se com passarinhos,
Espanta-se com gatos,
Estranha-se com peixinhos,
Apaixona-se por sapatos.

Admira-se com os humanos,
Que beleza de amar!
Chama-lhes insanos,
Toca-lhes feridas, a bocejar.

Ô velho agudo, narigudo,
Ris de minhas banalidades?
Maquinas idéias com teus dedos pontiagudos,
Eu, capto a tropeçar na tua genialidade.



(Poeta Soninha Ferraresi Porto - fevereiro de 2006)

Publicado no Recanto das Letras em 19/10/2006
Código do texto: T267858

Um comentário:

SONINHA PORTO disse...

obrigada querido amigo, muita gentileza de sua parte. Esta poesia foi a primeira que fiz para Quintana, eu nem sabia que ele era tão especial quando cruzava com ele na Praça da Alfândega, foi uma visão que me acompanhou a infância. Resgatei quando comecei a escrevber. Um abraço.