domingo, fevereiro 19, 2017

RODRIGO POETA NO MUSEU DO SURF

*O Museu do Surf agora no seu devido lugar.


*Ontem tive o privilégio junto com minha poesia Erika Gomes Pereira de estar no Museu do Surf e de apreciar a história do Surf, através de belas pranchas e até de umas preciosidades. O Museu do Surf só existe por causa desde grande sonhador, Telmo Moraes. Telmo é sem dúvida alguma um grande nome da preservação da memória deste esporte mundial, que faz os brasileiros a amar este esporte. Tive a honra ontem de estar com o pai deste belo museu. Depois de tanta luta, de ver ovo no prego e arte de péssima qualidade com raras exceções, enfim o Museu do Surf chegou e tomara que fique para sempre, pois a praia combina com a história do esporte que mais alegria atualmente nos proporciona. Parabéns Telmo, Vitor Ribas e outros que perpetuam o nome do Surf em Cabo Frio-RJ e no mundo.

*Na foto: Rodrigo Poeta e Telmo Moraes, 
o pai do Museu do Surf.



*Veja as fotos abaixo

*A evolução das pranchas de surf no século XX.

*A história do skate no Museu do Surf.

*Em cada prancha uma história,
uma onda, uma praia e uma memória.

*Na foto: Rodrigo Poeta e sua poesia
Erika Gomes Pereira marcando
presença no Museu do Surf.

*Esta prancha tem história.


*Fotos: Rodrigo Poeta e Erika Gomes Pereira.

Nenhum comentário: