domingo, novembro 30, 2008

PROJETO GIRARTE GIRAMUNDO 2008



*PROJETO GIRARTE GIRAMUNDO 2008.
*Autor: Professor Rodrigo Octavio Pereira de Andrade.
*Disciplina: Língua Portuguesa.
*Ensino Médio.
*Capa: Thiago V. de Souza (turma: 1006).

*Turmas participantes: 1005 e 1006 do turno da tarde.
*Instituição escolar: Colégio M
unicipal Professora Elza Maria Santa Rosa Bernardo.
*Bairro: Jardim Esperança.
*Cidade: Cabo Frio-RJ.
*Ano
: 2008.


-Vejamos os poemas do projeto:

Infância que nunca esqueci

Brincar de roda é um mundo mágico.

Rodando, rodando é fabuloso.

Contando história viajando no infinito

Sempre com alegria e um sorriso.


Faz de conta, pula corda,

Pique esconde, amarelinha, viagem sem fim

Num paraíso lindo, um coração preso um sorriso de menino.


(Jéssica Rosa – turma: 1006)


Lembrança da Infância


Bons tempos era aqueles,

Onde as coisas eram inocentes.

Brincar, se divertir

E lembrar das crianças sorridentes.


Tem coisas que acontecem,

Que não dá para esquecer.

Ter a infância “roubada” é muito triste,

Isso não pode acontecer.


Algumas pessoas não têm coração,

Gostam de fazer a crueldade,

Mas graças a Deus existe gente boa

E lutam contra essa brutalidade.


As crianças têm o direito de serem felizes,

Isso nem sempre acontece

Por isso dá vontade de chorar,

Pois elas são o nosso futuro

E se continuar assim,

Aonde o nosso Brasil vai parar?


(Juliana Frazão – turma: 1006)


Não deixe de ser criança


Ser criança não é ter bloqueios

Para sonhar.

É a fase da vida onde se desenvolve

A pessoa, que você vai ser o resto da vida.

Quem conserva uma criança dentro de si,

Nunca vai envelhecer, por ria mais.

Um simples sorriso, uma criança consegue resolver

O maior dos problemas.


Dê asas a sua imaginação

E voe sem medo

Como uma criança,


(Keirlane – turma: 1006)


Brincadeiras infantis


Brincadeira é diversão;

Diversão é alegria.

Ser criança é brincar todo dia

Com bem estar e alegria.


Criança é gente

Pequena mais importante,

É uma vida seguindo

O seu aprendizado para crescer.


(Nathã – turma: 1006)


Tempos de menina


Quando era pequenina,

Apenas uma menina.

Brincava de amarelinha, bandeirinha,

Boneca e peteca.


Ouvindo histórias, contos de fadas.

Jogar bola, andar de bicicleta,

Como é bom ser criança e renovar

A esperança.


(Pâmella Teodoro – turma: 1006)


O que é ser criança?


Como podemos explicar

O que é ser criança?


Criança é simplesmente:

Brincar, sorrir e sonhar.


Ah, como lembro

Dos momentos felizes

E de inocência.

Crianças pequenos aprendizes.


Ah, como era bom,

Quando eu brincava

E não via o tempo passar.


(Viviane – turma: 1006)


Brincando de ser criança


Senhores dos “porquês”

Conhecedores da inocência

Com a imaginação leve e solta.


Pique-alto, bola de gude,

Bonecas, arco-íris encantado,

Gira pião, gira mundo.

Criança aprende brincando,

Sorrindo, sonhando.


Nos meus versos eu

Também brinco

De ser criança,

Relembro da tão esquecida

Infância.


(Tayana – turma: 1006)


Pensamentos infantis


Gosto de lembrar das brincadeiras

Mais divertidas que já brinquei.

Gosto de lembrar das brincadeiras

Mais legais que já vivi.


De tantos pensamentos infantis,

De tantas brincadeiras legais,

Crianças tristes

Não existem mais.


(Keila Magalhães – turma: 1006)


Alegria é ser criança


Ser criança é ter esperança,

É saber que quando

Crescemos haverá muitas lembranças,

Momentos felizes que jamais serão esquecidos.


Pular amarelinha

Com as amigas,

Brincar de roda

Sem saber a hora de parar.


Gosto muito de lembrar

Do doce sabor de felicidade,

Que tem a infância.


(Juliana Viana – turma: 1006)


Memórias de criança


Ah! Como era bom ser criança,

Os tempos que brincava na chuva,

Pulava amarelinha,

Viajava nas histórias da vovozinha;


Como me lembro daqueles

Bons momentos,

Tudo era fantasia, nesta

Fase de alegrias.


Brincadeiras de roda,

Passar anel e pular corda.

Ah! Também não posso esquecer

Das brincadeiras de boneca e peteca.


Ser criança é apenas

Mais uma esperança

Desse mundo de fantasia,

Brincadeiras e alegria.


(Ludmila – turma: 1006)


Imaginar é como brincar!


A saudade daquele tempo

De serem todas as pessoas felizes.

Sorrindo, imaginado um presente

Não muito distante.


Quanto tempo eu não vejo

Pessoas felizes de bem com a vida,

Rindo com qualquer cantiga.

Espero que tudo melhore um dia.


(Magno – turma: 1006)


Os direitos das crianças


Criança tem que ter nome.

Criança tem que ter lar.

Ter saúde e não ter fome.

Ter segurança e estudar.


Não é questão de querer,

Nem questão de concordar.

Os direitos das crianças,

Todos têm de respeitar

(...)


E quando a noite chegar,

Um bom banho, bem quentinho,

Sensação de bem-estar...

De preferência um colinho.


Uma caminha macia,

Uma canção de ninar,

Uma história bem bonita,

Então, dormir e sonhar...


(Francielle Ribeiro – turma: 1006)


Imaginação de criança


Ser criança é não ter obstáculos

E ser livre para sonhar, imaginar.

É a melhor fase da vida,

Onde a criança é livre para expor sua imaginação.

Não deixe aparecer obstáculos no seu sonho.

Dê asas a sua imaginação e voe sem medo

Como uma criança sonhadora,

Que você nunca deve deixar de ser.


(Jackson – turma: 1006)


Brincadeira de criança


Jogar bola era muito bom,

Principalmente quando chegava o verão.

Corrida, vôlei, pipa e pião.

Pique esconde e paredão.


As meninas eram muito engraçadinhas,

Principalmente pulando amarelinha

E brincando de macaquinho mandou.

Na infância tudo é bom e não tem terror.


(Jenifer Barros – turma: 1006)


Como era Bom


Ah, como eu sinto saudade,

Minha vida era só felicidade.

Era brincadeira todo dia,

Só queria saber de alegria.


Lembro-me bem na minha infância,

Pouca gente na mente tinha ganância.

O que tínhamos era imaginação

E muito amor no coração.


(Wellington – turma: 1006)


Adolescente criança


Amo cada vez mais as brincadeiras de roda,

Pois é dela que faço a minha história,

De adolescente voltei a ser criança

Por causa das brincadeiras que brinquei na minha infância.


Gosto de viver a vida como ela é,

Pois é dela que eu faço o que eu quiser.

Deixei de ser criança, voltei a ser adolescente,

Pois agora tenho que cuidar dos assuntos competentes.


(Edmara – turma: 1006)


Bons tempos


Na minha infância tudo era divertido,

Ninguém pensava em jogos de computador

Ou coisa desse tipo, todos gostavam de educação física

Na escola só para correr e jogar bola.


Nas férias só tinha coisas boas,

Jogar bolinha de gude, soltar pipa e ficar á toa.

Tudo na minha infância era tão bom...

Brincar de pique e pega, pique esconde, paredão...


(Thiago V. de Souza – turma: 1006)


Tempo de Criança


Lembro-me bem de quando era criança,

Que emoção, tudo era festa, que bela lembrança.

Amarelinha, pique se esconde...

Eu adorava brincar com minhas amiguinhas

No pátio tomando chá!


Tempo de criança que não volta mais!

Alegria de sonhar e de acordar

Para um novo dia poder brincar.


(Claudiane Ferraz – turma: 1006)


Sonhos de Criança


Alegria que faz

As brincadeiras de criança,

Que possui tanta lembrança

De uma infância.


As brincadeiras que mais nos encanta

De tão bela infância.

A vida de sonhos de uma

Verdadeira criança!


(Josilene – turma: 1006)


Brincar e criar


Quando você brinca, você imagina.

Você imagina cada coisa...

Ser criança é ter o direito de sonhar,

Ter o direito de imaginar.


Brincar

Amar

Brincar

Criar


(Christian – turma: 1006)


Ser feliz é ser criança


Ser criança é ser feliz.

Felicidade é se sentir alegre

E de bem com a vida.

É brincar e sonhar.


Cada criança tem uma maneira,

Uma verdade e uma arte.

Uma única brincadeira

Que conquista com a verdade!


Criança, inocência preservada.

Imaginação solta no ar.

Criança tem como único

Direito e dever: Sonhar.


(Marcely Souza – turma: 1006)


Somos Crianças


Bagunças

SempRe

Iremos fazer,

Pois somos criaNças.

BrinCamos

De bolA, amarelinha, bolinha de gude, pião,

Porque ainDa somos crianças.

AvEnturas e sonhos

Sempre Iremos imaginar

A diveRsão

NuncA irá

Se acabar.


ContInuaremos

SoNhando e vivendo

Em Fantasias.

Seremos criAnças

INtensamente

A Todo momento,

Pois a magIa durará

Para Sempre em nossos pensamentos.


(Andressa – turma: 1006)


Toda criança precisa


De uma família e um lar para morar

Crianças não podem trabalhar

O único dever das crianças

É brincar, correr e pular


Um sorriso de uma

Criança pode tudo

Iluminar, sempre trazendo

Alegria ao teu lar.


(Ariadina – turma: 1006)


Mundo Imaginário


Eu vou brincar,

Mas brincar muito,

Antes que o tempo

Passe...


Eu sou tão feliz brincando,

Que esqueci da tristeza

E do mundo,

Pois só penso no meu

Mundo Imaginário.


(Jéssica Leite – turma: 1005)


Quando eu era criança


Quando eu era criança

Cansava de tanto brincar.

Brincava o dia inteiro até desanimar.


Minha vida sempre foi agitada,

Vivia cantando e pulando

Pra cima e pra baixo.


Hoje não canto e nem pulo,

Mas apenas com as lembranças,

Que ficaram para trás.


(Marina Moreira – turma: 1005)


Aventura e Magia


As crianças podem ficar

Tristes, zangadas, furiosas, chateadas,

Aborrecidas, até mesmo infelizes,

Mas isso é só um jeito de ser feliz como criança.


Nunca se preocupam com nada,

Mas ainda bem que são crianças e são felizes...

Eles conseguem essa felicidade,

Porque sempre tem sorte e esperteza.


As meninas adoram histórias

De fada, princesas e bruxas...

Aquelas histórias antigas que as avós

Contavam e que os livros

Trazem muitas figuras bonitas e coloridas.

Depois viveram felizes para sempre.

Aventura e magia;

Só tem a ver quem já foi criança um dia.


(Ingrid Vidal – turma: 1005)


Criança feliz


Vamos brincar amarelinha,

Vamos brincar de pião,

Vamos brincar de bola,

Pois brincar é muito bom!


Vamos brincar criançada,

Vamos brincar pra valer,

Antes que o tempo passe

E você venha a crescer.


Criança brinque mesmo

Com muita emoção

E grite pra todo mundo,

Que ser criança é muito bom!


(Juliane Carlos Silva – turma: 1005)


Poesia


Criança grite e dance

Com muita alegria

E espalhe para todo mundo

Toda sua energia.


(Elton – turma: 1005)


A evolução das crianças


As crianças devem ser felizes,

Elas devem ser crianças,

Elas só não serão crianças

Se alguém tirar a infância delas.


Crianças não foram feitas para se jogar fora

Crianças não nasceram para ser jogadas no rio,

Elas nasceram para conhecer a vida

E viver no mundo...


(Nataniel – turma: 1005)


Brincadeiras infantis


Na roda grande

De amarelinha

As meninas brincam de boneca

E os meninos de figurinha...


(Rogério – turma: 1005)


Amarelinha


Se divertindo, pulando,

Aprendendo, brincando,

Entendendo o sentido da alegria,

Criança com sua mania.


Riscando o chão,

Saltando de quadrado, em quadrado

Flui a imaginação,

Chegando ao final a vitória

E a emoção.


(Ana Cláudia – turma: 1005)


Lembranças


Na rua aonde eu nasci

Aprendi a pular

De um jeitinho delicado,

Joguei a pedrinha com cuidado.


Pulei amarelinha, olhando para o chão,

Para não pisar na linha.

Apesar de crescida ainda sou criança!

No coração guardo as lembranças.


(Daniele Barreto – turma: 1005)


Criança Sapeca


Ele é uma criança

Que adora gritar, pular e dançar.

Está sempre com seu alto estima no ar.


Vive nas ruas a correr

E às vezes sem ter o que comer,

Mesmo assim não deixa de ser

A criança que vive dentro de você.


(Marcela Gonçalves – turma: 1005)


Imagens da infância


Comecei a sorrir...

Corri na caixa da lembrança,

Lembrei do brinquedinho que estava lá.


Enchi meus olhos de esperança

E comecei a brincar.

Entrei de vez naquela dança

E comecei a cantar

Pra nunca mais voltar.


(Roberta dos Santos – turma: 1005)


Brincadeiras


Eu estava lembrando

Das minhas brincadeiras infantis.

No dia que eu ganhei bicicleta

Eu quebrei o meu nariz.


Eu gosto de pipa,

Bola e pião, mas quando brincava

De salada mista eu encontrava

A dona do meu coração.


(Ivan de Souza – turma: 1005)


Encanto


Alegria estampada no rosto,

Brincando de pique esconde

É aquele alvoroço...

Correndo pela casa, fazendo travessura,

Para eles é arte...

Contagia à família, a bagunça faz parte.


Composta de magia,

Que completa a infância.

Ninguém resiste a uma brincadeira de criança!

É um encanto ser criança,

As brincadeiras são guardadas na lembrança.


(Alcilena – turma: 1005)


Lembranças infantis


Pense em sua infância

E volte no tempo.

Veja seus momentos bons refletidos

Nos olhos de uma criança.


No fundo, todos somos crianças...

Não importa quanto tempo passe,

Sempre iremos recordar de momentos

Felizes da nossa vida.


(Walace Farias Costa – turma: 1005)


Minha infância e meu presente


Na minha infância brinquei,

Também me machuquei.

Conforme fui crescendo

Também fui amadurecendo.


Hoje estou aqui

Pronto pra cair

Nesse mundo estranho,

Que hoje estou a viver.


(Marcos Felipe – turma: 1005)


Amarelinha


Pula, pula amarelinha.

Cada um na sua vez,

Jogando uma pedrinha,

Igualzinho ele fez.


Pula, pula amarelinha.

Todos querem pular,

Até mesmo a menininha

Que ao céu vai chegar.


(Jéssica Beatriz – turma: 1005)


Infância


Tenho 8 anos

De alegria e prazer.

Prazer de ser criança

E de brincadeiras aprender.


Pulo corda e solto pipa,

Sempre tenho o que fazer,

Mas não esqueço de ler livros

Para o mundo conhecer.


(Caroline – turma: 1005)


Melhor tempo


Como é bom ser criança,

Pular, brincar, cantar

E ter a esperança

Do mundo melhorar.


É melhor fase que existe,

Pois não precisamos ter medo.

Cai, levanta e insiste,

Que pena que acaba cedo.


(Verônica Lourenço – turma: 1005)


Brincadeira de Criança


No quintal de casa

Eu vejo a criançada

Numa algazarra danada...


Às vezes vão para o quintal da vizinha

Brincar de pique esconde

E soltar pipa.


Todo dia é essa alegria,

Seja no quintal de casa ou no quintal

Da vizinha.

As crianças sempre arrumam uma brincadeira

Divertida.


(Rayane – turma: 1005)

4 comentários:

Mara disse...

Rodrigo,só tenho que abraçar esta sua alma linda e agradecer por SER tão especial!
O mundo, nossas crianças precisam de mais Rodrigos.
Deus o abençõe!
Beijos na alma,
Soena

sonymar disse...

*Ensina-me a Viver*

Sou criança quero ser feliz
Ensina-me os primeiros passos
Numa estrada de curvas retas
Sem desvio, pé firme neste espaço

Quero olhar o mundo esta dádiva
Com a gratidão dos ensinamentos
Recebidos pelos meus genitores
Pela consciência dos educadores

Ensina-me a sorrir amar sonhar
Amar a vida que ao bem conduz
Sorrir por ser feliz em caminhar
Sonhar o sonho da realização da luz

Nunca desprenda sua mão da minha
Que o abraço seja de paz e glória
Que a imagem da minha juventude
Carregue sempre comigo como vitória

A maldade nunca invada meu coração
A inveja minha inimiga em potencial
Que esteja sempre em meu coração
Paz, crença, força num ser Divinal
****
Oi Rodrigo os poemas estão lindos, segue miasi um infantil

Sonoa Nogueira

Basilina disse...

Rodrigo,parabéns por sua dedicação à cultura e,principalmente, à poesia. Sua sementinha, tenho certeza, ainda será uma grande árvore admirada por muita gente. Um grande abraço.

Anônimo disse...

É a primeira vez que visito seu blog - colorido e capaz de únicas sensações.Tempo não perdido nos passeios pelos canteiros poéticos.
Peço convite para vir a essa praça linda mais vezes, deparar com vastos campos poéticos.
O que me dói é saber que existem tantas pessoas com um dom lindo a manifestar a alma artística e ficam escondidas, por não saberem que existem pessoas como você que deseja encontrá-las.:)