segunda-feira, maio 10, 2010

ENTREVISTA COM RAFAELA MALON



*Nome: Rafaela Machado Longo.
*Data de nascimento: 19 de Abril de 1985.
*Cidade de origem: Assis/SP.
*Cidade que representa: Assis/SP.
*Nome artístico: Rafaela Malon.
*Atividades: Auxiliar Administrativo em um Hipermercado, musicista e escritora.
*Site: www.myspace.com/rafaelamalon
*Email: rafaela.musicista@gmail.com

1-Como nasceu sua paixão pela música?

*Rafaela Malon: Quando tinha aproximadamente nove ou dez anos. Pedia todos os dias para meu avô me dar um teclado e depois de muito insistir acabei ganhando. Ficava todas as tardes tirando musicas de ouvido. Até que em 2003 surgiu o interesse pelo violão. Mais uma vez pedi o instrumento, desta vez para meu pai e fui aprendendo sozinha, tirando as músicas de ouvido e aprendendo as posições dos acordes através das revistinhas de cifras. Dois anos depois passei para a guitarra e nunca mais saí desta vida, risos.

2-Quais são suas referências musicais?

*Rafaela Malon: Dentro do rock eu tenho um gosto muito variado, sou apaixonada pelos Beatles, Rolling Stones, passando pelo Led Zeppelin, The Cranberries, Alanis Morissette  indo para algo mais pesado como Iron Maiden, Nightwish e Guns N´roses.
Gosto muito de Heavy Metal, Grunge, Hard Rock, Classic Rock (anos 50,60 e 70), Heavy Metal Melódico e blues.

3-Já lançou algum cd? Comente caso tenha lançado.

*Rafaela Malon: Sim. Tenho dois CDs lançados. O primeiro se intitula: “UM”, e o segundo: “Um mundo distante do perfeito”. Ambos possuem músicas de minhas autoria, tanto letra como melodia. Faço questão de em cada CD regravar alguma música de que gosto também. No primeiro CD inseri “Zombie”, da banda The Cranberries, e no segundo “A Cryng in the rain” da banda A-Há.
Gosto de chamar amigos especiais para gravar alguma de minhas composições. No “Um mundo distante...” tive a participação da Patrícia Romany e do Hick Viana (autor da música).



 
 4-Como você analisa a pirataria no Brasil em relação ao mercado musical?

*Rafaela Malon: É complicado ter apenas uma opinião e levar em consideração apenas um lado da história. Por um lado somos artistas e precisamos viver, ou seja, receber pelo nosso trabalho. Por outro, o consumidor também deve pagar mais barato. Se ele decidir comprar dois CDS, quase 100 reais do ordenado dele já se vão e hoje em dia principalmente para quem ganha pouco, não se pode ter esta proeza. E comprando apenas um CD, ele terá menos chance de conhecer bandas novas, músicas novas, artistas novos. E o artista será prejudicado, pois não ira conquistar este consumidor.

5-Você apóia a divulgação musical pela internet através de vídeo e mp3 para serem baixados e ouvidos em myspace?

*Rafaela Malon: Com certeza, ai entra a parte do que eu falei acima, em relação ao CD ser caro e muitos artistas perderem de ter o seu trabalho comprado, devido a falta de conhecimento de seu trabalho e a renda do consumidor ser curta. Ai que entra esta divulgação toda pela internet. Assim as pessoas poderão conhecer melhor as bandas e artistas novos, para comprar depois o seu trabalho. A divulgação pela internet é fantástica, com certeza nesta década é a melhor opção de mídia.

6-Como relaciona seu trabalho poético com o trabalho de compositora?

*Rafaela Malon: Sempre achei que os dois andam juntos e de mãos dadas, risos. Então nunca procurei separar ambos. Sei exatamente qual vai ficar bem em uma melodia e qual vai ficar melhor em versos. Assim que alguma letra é escrita, o destino dela já é traçado, risos. No Brasil não existem muitas bandas que misturam poesia com música, apenas O Teatro Mágico (que esta mais em evidência) e na qual eu gosto muito. Deveriam haver mais artistas na mídia com esta proposta.

7-Você já realizou algum projeto voltado à música ou a poesia? Comente.

*Rafaela Malon: Na literatura, estou recentemente participando de um livro de contos com a participação de vários autores, intitulado “Sombrias escrituras”, da Editora Cidadela. E pretendo até o final do ano lançar um livro apenas com os meus contos e poesias de terror / gótico.
Projetos com a música, sempre, risos. No momento estou em estúdio gravando o terceiro álbum que será lançado até final do ano. Em breve, novidades no ar.



8-Já se apresentou em algum lugar e expôs seu trabalho tanto poético como musical? Comente.

*Rafaela Malon: Sim, muitas vezes, toquei com minha antiga banda em praticamente Assis e região inteiras.  Agora que estou em trabalho solo é mais complicado fazer apresentações. Já fiz em programas de TV para divulgar meus dois CDs tocando versões acústicas, apenas voz e violão. No próximo álbum estarei com uma banda me acompanhando, muitas coisas boas estarão por vir.

9-Deixe uma mensagem para posterioridade.

*Rafaela Malon: Devemos nos aprimorar sempre, mas só disso ninguém consegue reconhecimento. Devemos acima de tudo divulgar, divulgar e divulgar, das diversas maneiras possíveis. Mostrar o nosso trabalho seja qual for, e ser esperto (sem nunca passar a perna em ninguém, claro).  Esperar as coisas acontecerem é para os que não querem que elas realmente aconteçam. Como dizia Thomas Edison: “O gênio é feito de 10% de inspiração e 90% de transpiração.”

Obrigada Rodrigo pelo espaço e por divulgar o meu trabalho.
Sucesso para ti e seus projetos. Fique com Deus.
Rafaela Malon.


*Entrevista feita por Rodrigo Poeta.

- Vejamos um vídeo da música "Navalha afiada" da poeta e compositora Rafaela Malon:




 

2 comentários:

Bleffe disse...

Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

Bleffe no #RioUnido

nkrock@hotmail.com disse...

Muito boa a entrevista, parabéns!!!